top of page
  • Foto do escritorSaquarema-RJ

SANTA LUIZA: A USINA QUE IMPULSIONOU SAQUAREMA POR QUATRO DÉCADAS

Você sabia que Saquarema já teve uma das maiores usinas de açúcar do Rio de Janeiro? Pois é, a Usina Santa Luiza foi um verdadeiro motor para o desenvolvimento do município entre os anos 30 e 70, gerando emprego, renda e exportação. Neste artigo, vamos contar um pouco da história dessa usina que marcou época e que hoje é um patrimônio histórico da região.

A origem da Usina Santa Luiza

A Usina Santa Luiza foi criada em 1936, no governo de Getúlio Vargas, pela S/A Agrícola Santa Luiza, uma empresa fundada pelo médico e senador alagoano Dr. Durval Rodrigues da Cruz. Ele comprou cerca de 17 fazendas no Terceiro Distrito de Saquarema, que pertenciam ao também senador Sampaio Corrêa, que deu nome à estação de trem e ao bairro onde a usina se instalou.

A usina aproveitou a malha ferroviária da antiga Estrada de Ferro Maricá (EFM), que ligava Niterói a Maricá, passando por Saquarema. A estação de Sampaio Corrêa era o ponto de escoamento da produção de açúcar, álcool e melaço da usina, que chegava a exportar 1 milhão de sacas de 60 kg de açúcar por ano, perdendo apenas para uma usina em Campos dos Goytacazes, maior produtor do Estado do Rio de Janeiro.


O auge e o declínio da Usina Santa Luiza

A Usina Santa Luiza foi durante quatro décadas o maior sustentáculo financeiro do município de Saquarema, em recolhimento de impostos. Além disso, a usina empregava cerca de 4 mil trabalhadores, entre cortadores de cana, operários, técnicos e administradores, movimentando toda a economia da região. A usina tinha seu escritório central na rua 1° de Março, 16, no centro do Rio; mais tarde, a usina tornou-se cooperada, através da Cooperçucar, em Campos dos Goytacazes.

No entanto, a partir dos anos 60, a usina começou a enfrentar dificuldades financeiras e operacionais, decorrentes da queda do preço do açúcar no mercado internacional, da concorrência com outras usinas mais modernas e da falta de investimentos em tecnologia e infraestrutura. Em 1973, a Usina Santa Luiza encerrou suas atividades definitivamente, deixando um rastro de desemprego e crise na região.


O que restou da Usina Santa Luiza

Hoje em dia, quem passa pelo bairro de Sampaio Corrêa pode ver as ruínas da Usina Santa Luiza no meio do pasto. As duas torres que se destacam na paisagem são os antigos silos onde o açúcar era armazenado. Outras edificações que ainda resistem ao tempo são o galpão onde funcionava a moenda da cana, o prédio onde ficava o escritório da usina e algumas casas onde moravam os funcionários.

A Usina Santa Luiza é um patrimônio histórico e cultural de Saquarema, que guarda as memórias de uma época em que o município era um dos maiores produtores de açúcar do país. Apesar do abandono e da deterioração, a usina ainda desperta o interesse e a curiosidade de quem quer conhecer mais sobre essa história. No vídeo abaixo, mostramos o que restou da usina.



Esperamos que você tenha gostado deste artigo sobre a Usina Santa Luiza. Se você quiser saber mais sobre a história de Saquarema e outras curiosidades sobre o município, continue acompanhando nosso blog. Até a próxima!


Com informações, O SAQUÁ - O Jornal de Saquarema

Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page