top of page
  • Foto do escritorLuciene Santos

Histórias de Carnaval


Turma do Barril animando a Orla da Lagoa de Saquarema ( Agnelo-Quintela) O Saquá 2013

O carnaval acabou ...mas as histórias de Carnaval ficam

Carnaval é a maior festa cultural popular do Brasil e em Saquarema não poderia ser diferente. As tradições das festas populares e seus simbolismos, como a festa do Divino e o Carnaval se fundem com a Cultura Caiçara


As histórias de Carnaval de Saquarema passam pelo resgate da tradição dos antigos carnavais de rua, com blocos em família, bisnagas d’água, farinha, confete e serpentina ao som marchas, tendo o folião como personagem principal da festa.


As primeiras lembranças do carnaval de Saquarema são relatadas de 1904, tendo como pioneiro Frutuoso de Oliveira, pai do famoso pintor Antenor de Oliveira. Em uma entrevista ao jorna de Saquarema ‘’O Saquá”, em 2015, João Bravo Neto, o Bravinho, bisneto do pioneiro, relata que o primeiro bloco da cidade foi o “Cana Verde”, com as cores verde e amarelo. Em 1916, os foliões Casimiro e Manduca criaram o bloco “Tenentes do Areal”, vermelho e branco e, no ano seguinte, surgiu o “Paladino”, criado pelo cantor e compositor Mário Cruz, com as cores roxo e branco.


Os ranchos, como eram chamados os blocos naquela época, assim como na Folia de Reis, entravam nas casas das pessoas, fantasiados, entoando marchas carnavalescas. As marchas de carnaval são fontes de riqueza cultural caiçara, promovendo a brincadeira lúdica e a criação popular, divertida e festiva, eram narradas e exaltadas o cotidiano da pesca, do mar e da lagoa.


Cada rancho desfilava por um trajeto, o “Tenentes do Areal”, que vinha da Ponte do Girau na direção da Vila; e o “Bravinho” saia nesse rancho, que rivalizava com o “Rancho Esperança”, então chefiado por Beco Teixeira e pelo poeta José Bandeira, que saía da Vila, na direção contrária dos “tenentes”.


Na memória do carnaval saquaremense um pouco mais recente, temos os blocos que surgiram nos anos 70 e 80, entre eles o Reco-Reco, a Gaiola das Loucas e o Bloco do Grilo até chegar aos dias atuais, como o Virgens de Itaúna, o Tainha assanhada e o mais democrático e festivo, o famoso Bloco da Farinha, que sempre gera boas lembranças e gargalhadas.


O carnaval saquaremense sempre foi eclético, democrático e acessível, com foliões e blocos se multiplicando por todos os bairros do município, tomados por brincadeiras e fantasias.

As festas populares são de grande significado histórico, para que possamos valorizar e resgatar essas tradições tão importantes para o município.


Gostou? Quer saber mais? Compartilhar suas histórias e tradições familiares de Saquarema? Mande um direct.


....................................................................


Colunista: @luhsantos.oficial


Foto: Turma do Barril animando a Orla da Lagoa de Saquarema ( Agnelo-Quintela)

O Saquá 2013


Siga @rjsaquarema em todas as redes sociais.



Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page