top of page
  • Foto do escritorSaquarema-RJ

CORRENTES DE RETORNO: O QUE SÃO, COMO IDENTIFICAR E COMO ESCAPAR DESSE PERIGO NAS PRAIAS


Você já se deparou com uma corrente no mar que te levou para longe da praia? Você sabe o que é isso e como se proteger? Neste artigo, vamos explicar tudo sobre as correntes de retorno, um fenômeno natural que pode ser muito perigoso para quem não conhece. Vamos aprender o que são, como se formam, como reconhecer e como sair das correntes de retorno. Vem com a gente! 🤗


O que são as correntes de retorno?


As correntes de retorno são fluxos de água que saem da praia em direção ao mar, levando consigo a água que foi empurrada pelas ondas. Elas podem ter vários metros de largura e de profundidade, e podem atingir velocidades de até 3 m/s, o que é mais rápido do que um nadador olímpico

As correntes de retorno não são constantes, mas variam de acordo com as condições do mar, do vento, da maré e da forma da praia. Elas podem surgir e desaparecer rapidamente, ou se manter por horas. Elas também podem mudar de direção e de intensidade, dependendo da força e da direção das ondas.



Como as correntes de retorno se formam?


As correntes de retorno se formam quando as ondas quebram na praia, empurrando a água para cima do nível médio do mar. Essa água precisa voltar para o oceano, e procura o caminho de menor resistência. Esse caminho pode ser um canal natural na areia, uma ruptura no banco de areia, ou uma área próxima a obstáculos como pedras, molhes ou píeres.

Quando a água encontra esse caminho, ela se concentra e se acelera, formando uma corrente que sai da praia em direção ao mar. Essa corrente pode levar consigo objetos e pessoas que estejam na sua trajetória, arrastando-os para longe da costa.


Como identificar as correntes de retorno?


As correntes de retorno podem ser difíceis de identificar, pois elas não são visíveis da superfície. No entanto, existem alguns sinais que podem indicar a presença de uma corrente de retorno, como:


  • Uma área onde as ondas quebram com menos frequência ou não quebram, criando uma faixa de água mais calma entre as ondas.

  • Uma área onde a água tem uma cor diferente, mais clara ou mais escura, devido à maior profundidade ou à agitação da areia do fundo.

  • Uma área onde a água tem pequenas ondulações ou espumas, causadas pelo movimento da corrente.

  • Uma área onde há objetos ou pessoas se movendo rapidamente para fora da praia, sem aparente esforço.


Como escapar das correntes de retorno?


Se você for pego por uma corrente de retorno, não entre em pânico. Lembre-se que a corrente não vai te puxar para baixo, mas apenas para longe da praia. A corrente vai perder a força depois de alguns metros, e você poderá voltar para a costa. Para escapar de uma corrente de retorno, siga estas dicas:


  • Não tente nadar contra a corrente, pois você vai se cansar e se afogar. A corrente é mais forte do que você, e você não vai conseguir vencê-la.

  • Mantenha a calma, respire fundo e boie. Conserve a sua energia e a sua respiração.

  • Peça ajuda. Acene com os braços, grite ou assobie para chamar a atenção dos salva-vidas ou de outras pessoas na praia.

  • Nade na diagonal da corrente, seguindo a direção das ondas. Assim, você vai sair da área da corrente e aproveitar a força das ondas para voltar para a praia.


Como prevenir os riscos das correntes de retorno?


A melhor forma de evitar os perigos das correntes de retorno é prevenir. Antes de entrar no mar, observe as condições do tempo, do mar e da praia. Procure por sinais de correntes de retorno, e evite entrar na água nessas áreas. Respeite as sinalizações e as instruções dos salva-vidas, e não nade em áreas proibidas ou isoladas. Não nade sozinho, e sempre fique de olho nas crianças. Use coletes salva-vidas ou boias, se necessário. Se tiver dúvidas, pergunte aos salva-vidas ou aos moradores locais sobre os locais mais seguros para nadar.


As correntes de retorno são um fenômeno natural que pode ser muito perigoso, mas que pode ser evitado com informação e precaução. Agora que você já sabe o que são, como se formam, como identificá-las e como escapar delas, você pode aproveitar o mar com mais segurança e tranquilidade. Lembre-se: o mar é lindo, mas também é poderoso. Respeite-o, e divirta-se! 😎

O artigo foi escrito com base nas informações do site: Oceano para Leigos

Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page